sexta-feira, outubro 26, 2007

Vanilla Pudding

Desde que ganhei duas favas de baunilha da minha querida amiga Vic, eu estava quebrando a cabeça para saber o que fazer com elas antes de empregá-las na confecção do meu extrato de baunilha caseiro. Encontrei centenas de receitas, das mais simples às mais sofisticadas, mas como eu queria saber como é o verdadeiro sabor da baunilha, acabei optando pela mais básica de todas: pudim de baunilha!

Enquanto eu preparava o pudim, fiquei imaginando se havia feito algo errado, porque não senti qualquer aroma de baunilha, e se não fossem os pequenos pontinhos pretos boiando no leite, aquilo pareceria apenas um mingau grosso. Um tanto ressabiada, distribuí aquele creme pálido em ramequins e levei à geladeira. No dia seguinte, praticamente conformada com meu fracasso, fui provar o pudim.

Ao colocar uma colherada na boca, a felicidade tomou conta de mim: foi uma explosão de sabor de baunilha como eu jamais provara antes!!!! O autêntico sabor de baunilha que sempre sonhei conhecer!!!! Não tenho palavras para descrevê-lo, vocês precisam provar. E não vejo a hora de fazer o meu próprio extrato de baunilha, para ter sempre à mão aquele gostinho que acabou de me conquistar... Muito obrigada por me proporcionar esta experiência deliciosa, Vic!


Pudim de Baunilha

2 1/2 xícaras de leite

2/3 xícara de açúcar

Uma pitada de sal

1 fava de baunilha ou 1 colher (chá) de essência de baunilha

3 colheres (sopa) de amido de milho

2 colheres (sopa) de manteiga sem sal, amolecida

1. Em uma panela pequena, misture 2 xícaras do leite, o açúcar e o sal sobre fogo médio-baixo. Se for usar uma fava de baunilha, corte-a ao meio no sentido do comprimento e raspe as sementes sobre o leite usando uma faquinha afiada, depois adicione a fava. Cozinhe apenas até a mistura começar a fumegar.

2. Em uma tigela, misture o restante do leite ao amido de milho aos poucos, para não formar pelotes. Retire a fava de baunilha da panela e reserve-a para ser reutilizada, se desejar. Adicione a mistura de amido de milho à panela e cozinhe, misturando de vez em quando, até começar a engrossar mas sem deixar ferver, durante cerca de 5 minutos. Imediatamente abaixe o fogo para o mínimo e mexa durante 5 minutos, até engrossar. Adicione a manteiga e a essência de baunilha, caso não tenha usado a fava.

3. Distribua a mistura em 4 ou 6 ramequins pequenos. Coloque filme plástico em contato com a superfície do pudim para evitar a formação de uma crosta, e leve à geladeira.

Observações:

* Para fazer pudim de chocolate, raspe ou pique 60g de chocolate meio-amargo. Misture ao pudim junto com a manteiga.

* A receita original é esta aqui, do New York Times.

33 comentários:

Eliana Scaramal disse...

Estou do lado de ká babando!!

Cláudia disse...

Cinara, estou super curiosa para saber o verdadeiro sabor da baunilha. Este pudinzinho tão simples, parece um manjar dos deuses com a sua descrição! Tô passando aí, guarda um pra mim!!!

bjs

Vic disse...

Cinara!
Sabe que pela sua gentileza em me presentear com um de seus ramequins também senti a "explosão do sabor de baunilha"? Ficou simplesmente maravilhoso!!! Finíssimo, delicado, a expressão verdadeira do que se costuma chamar de Manjar dos Deuses!
Obrigada pela lembrança e fico aqui aguardando por novas explosões como essa!
Não deixe de nos contar sobre o extrato!
Bjos!

Giovana Martini disse...

Hummm... que vontade...



Beijos!

Luciana disse...

Cinara, fiquei imaginando o sabor... deve estar uma delícia !
Bjos, Lú.

Anette disse...

Que inveja desse sabor maravilhoso, Cinara... Tenho que testar, convenceu-me!!! Beijinhos enormes

pipoka disse...

Baunilha é de facto um sabor fora de comum, suave e delicioso!

Maria Helena disse...

Cinara! ai que receitinha "mimo"! adorei. Eu amo baunilha.

Parabéns por mais essa!

beijos

witchie disse...

Hmm, fiquei curiosa! Adoro baunilha e essa sua descrição da explosão do sabor me deixou com água na boca... Acho que vou testar! Obrigada!

Beijos e bom fim-de-semana! *

Migas disse...

Hummm...consigo imaginar esse saborzinho...Que bom! Mas Cinara, uma vez ouvi dizer que a baunilha em excesso, amarga os doces...Sabe algo sobre isto? Por isso sou sempre cautelosa quando utilizo baunilha, coloco sempre pouquinho.

Beijos

Cinara disse...

Eliana, toda vez que uso meus ramequins eu me lembro do seu suflê de chocolate, sabia? Preciso fazer em breve! ;o)

Cláudia, puxa, amiga, já dei o último para a Vic... Mas pode deixar que na próxima vez eu prometo que guardo um para você!

Vic, fico muito feliz que você tenha gostado! Eu estava morrendo de medo de me decepcionar com o sabor, depois do trabalho que você teve para me trazer as favas, mas agora nós duas sabemos que vale a pena usar a autêntica baunilha! O extrato eu vou fazer hoje, mas ele só poderá ser usado daqui 3 ou 4 meses. E eu vou publicar a "maturação" dele aqui no blog, pode deixar! ;o)

Giovana, eu também queria mais, pena que rende pouquinho... :o(

Luciana, o sabor é parecido com o da essência de baunilha industrializada, mas muito mais pronunciado... É difícil descrever, tem que provar! ;o)

Anette, pode testar que você não vai se arrepender. É um sabor que deve realçar qualquer prato que leve baunilha!

Pipoka, eu já gostava da baunilha antes de conhecer a fava. Agora estou apaixonada!

Maria Helena, obrigada, querida! Fico imaginando esta baunilha natural em brownies e cookies... Em breve vou testar, com meu extrato caseiro! ;o)

Witchie, como eu uso baunilha na maioria dos pratos que faço, eu precisava conhecer o sabor da baunilha natural. E ele realmente me conquistou! Teste que você vai adorar...

Migas, eu nunca ouvi dizer que a baunilha poderia amargar os doces, mas até faz sentido, porque todas as receitas costumam sempre pedir pequenas porções deste ingrediente... Acho que nunca utilizei mais de uma colher de chá em receitas. A baunilha natural tem um sabor ainda mais intenso, por isso ainda terei que testar a "dose" correta nas minhas receitas!

Beijinhos e um ótimo final de semana para vocês, meninas!

Marion (Artisan) disse...

Meu filho me trouxe um vidro de extrato de baunilha dos EUA (não é essência). Ainda nem usei. Vou fazer correndo essa receita. Hum... já estou até imaginando o sabor.

bia disse...

este pudim de baunilha tem gosto da minha infancia ! delicia !! bjs

Anônimo disse...

Cinara!!
Que delícia!!! Eu já usei a fava de baunilha e realmente o sabor é sem comparação. Mas fiquei curiosa em como você fará o extrato, porque o máximo que consigo fazer é o açucar de baunilha.
Beijinhos e até mais!
Priscila.

Marizé disse...

Cinara, baunilha é uma especiaria fantástica, tem um sabor inegualável. No entanto o seu aroma quando concentrado em perfumes, ou velas aromáticas por vezes torna-se enjoativo.
Eu gosto muito, muito do sabor puro de baunilha e este seu pudim deve reflectir essa maravilha.
Beijocas

Laurinha disse...

Minha última experiência com a fava de baunilha foi qdo eu fiz o Flan da Bia, ainda não colhi os frutos do açucar baunilhado...
Que delícia que deve ter ficado, o aroma é super delicado e ao mesmo tempo, presente e inconfundível!
Adorei sua idéia!
Beijinhos,

Valentina disse...

Não há nada como o sabor verdadeiro da baunilha. ótima escolha de receita Ci. Adoro coisas cremosas.

Patricia disse...

Amiga, que delícia!
Ah, quero que me conte essa história de extrato de baunilha caseiro, trouxe umas favas na mala e quero usá-las de uma maneira bem bacana!

Cinara disse...

Marion, os extratos devem ter o sabor que mais se aproxima ao da fava da baunilha! Depois me conte e você fizer o pudim, OK?

Bia, os únicos pudins de baunilha que eu já havia provado eram aqueles de caixinha, acredita? Ou então em restaurantes, mas não posso garantir que não eram artificiais. Só agora descobri o que é o verdadeiro pudim de baunilha, amiga! ;o)

Priscila, eu nunca pensei em fazer o açúcar de baunilha porque achei que seu uso seria limitado demais. Então vi no blog de uma amiga americana a receita para fazer o extrato caseiro, e fiquei empolgadíssima! Aguarde que esta semana mesmo vou publicar a receita aqui, OK? ;o)

Marizé, concordo com você, amiga: também não sou muito fã de perfumes, cremes e sabonetes de baunilha. Já conheci alguns que são até agradáveis, mas realmente prefiro usar a baunilha para fins exclusivamente culinários!

Laurinha, como a Vic, você definiu o sabor da baunilha com perfeição, querida! Agora estou eufórica com a idéia de fazer meu próprio extrato de baunilha... :oP

Valentina, e eu só fui conhecer esse sabor agora, amiga! Mas antes tarde do que nunca, certo? ;o)

Paty, eu vi a receita do extrato pela primeira vez no blog da Jen, the Barmy Baker, que agora também é uma Daring Baker! Na mesma hora decidi que *precisava* fazer esse extrato, mas eu não queria "sacrificar" favas novinhas. Então usei uma neste pudim, primeiro. A receitinha virá ainda esta semana, aguarde... ;o)

Um beijão e um lindo domingo para vocês, meninas!

Goretti disse...

Vou guardar a receita. Parece muito bom
beijinhos

Alexandre disse...

Li num site de agentes imobiliarios uma receita para dar a casa um bom odor. Colocas uma fava de baunilha dentro de uma bacia com pouca agua e a inseres dentro de um forno a uma temperatura de 93 celsius (200 fahrenheit).
Eu tentaria entretanto me pergunto se existe um forno que mantem uma temperatura assim baixa.
Alguem ja tentou?

Vera disse...

Cinara
nunca provei a baunilha em fava, deve estar um arraso.....e a Vic tá podendo..hein???????
bjo
Vera

Sheila disse...

Ai que invejaaaaaaaaaaaaaaaaaa, rsrs
nunca provei baunilha assim, e PRECISO saber como é, to morrendo de curiosidade Ci!
Sua descrição me deixou apaixonada =)

Vic disse...

Pois é Vera, recebi esse presentão!
Uma delícia!
Quando você e a Zazá vierem me visitar, prometo tentar fazer um Vanilla Pudding quase igual ao da Cinara!
Bjos!

Cris disse...

Juro que tô sentindo o cheirinho....Juro que tô!

Bjs,

Cris

Silvia Arruda disse...

Nunca usei fava de baunilha em receitas. Fiquei curiosa!! Deve ficar bem bom, hein?

Anônimo disse...

Cinara,
Meu blog ainda não está pronto, porém fico degustando o seu...:)
É realmente precioso em cada detalhe principalmente para os leigos como eu na arte da gastronomia...rs
Obrigada por compartilhar receitas com traduções e suas dicas.
Parabéns!
Que Deus a abençoe sempre...
Um abraço da Vinni
vinni_sampa@yahoo.com.br

Marcel Miwa & Nina Moori disse...

Apresentei a fava de baunilha outro dia para meus alunos (a maioria nunca havia visto). Ficaram chocados como o sabor dela é superior ao da essência.
A receita simples evidencia ainda mais o aroma da baunilha. Parabéns pelo minimalismo.
bjinho,
Nina.

Cinara disse...

Goretti, que bom que você gostou, querida!

Alexandre, como eu disse no post, nem a fava e nem as sementes exalaram perfume algum enquanto cozinhavam no leite... Talvez na água seja diferente, mas deve haver algum outro "truque" para que o aroma de baunilha se desprenda da fava. Quanto ao forno, a temperatura mínima do meu forno a gás é de 150 graus Celsius, e a maioria deve ser assim. Mas eu tenho um forninho elétrico cuja temperatura mínima é de 50 graus Celsius. Se eu ainda tivesse favas, garanto que testava para lhe dizer se dá certo!

Vera, o problema de provar é que você nunca mais vai querer usar a essência... E a Vic ganhou um potinho de agradecimento, claro! ;o)

Sheila, obrigada, amiga! Eu também estava super curiosa, e a fava de baunilha superou todas as minhas expectativas... Recomendo! ;o)

Cris, tenho certeza de que você iria adorar, amiga! É uma verdadeira experiência gastronômica!

Silvia, ela tem um sabor muito mais marcante e delicado que o da essência. Eu já estou pesquisando mais receitas para empregá-la! ;o)

Vinni, eu é que agradeço pela sua visita e por suas palavras tão carinhosas!! O Cinara's Place é feito com muito carinho, e fico muito feliz em receber um retorno como este dos leitores... E não deixe de me avisar quando seu blog estiver no ar, OK? Quero ser a primeira a lhe dar as boas-vindas! ;o)

Nina, obrigada, querida! Meu objetivo era realmente interferir o mínimo possível no sabor da fava, e deu certo. Amei! :o)

Um beijo e uma ótima semana para vocês!

Natércia disse...

Cinara que maravilha e tão chique como sempre tudo o que sai das suas mãozinhas.um beijo Natércia...

Cinara disse...

Você é muito gentil, Natércia! Obrigada pelas suas palavras carinhosas... :o) Um beijão!

Bruna disse...

Hmmmmmmm! Água na boooooca! Adoro baunilha! E olha q só conheço o sabor daquela essência industrializada... aff. Um dia eu fico chique e provo o verdadeiro sabor da baunilha!
Um cheiro!

Cinara disse...

Bruna, depois que provar a autêntica baunilha, você não vai querer mais saber da outra... ;o) Beijinhos!