sexta-feira, julho 31, 2009

No-Knead Bread

Esta semana decidi dar uma folga para minha máquina de pão e fiz um No-Knead Bread, um pão rústico que não precisa ser sovado. A receita deste pão faz sucesso na blogosfera há mais de dois anos, mas eu o fiz pela primeira vez no começo deste ano, quando estava afastada do blog. Desde então já fiz várias vezes, e o resultado foi sempre o mesmo: um pão com casca crocante e miolo macio que não dá trabalho algum! A única coisa que ele exige é um pouquinho de planejamento, já que precisa ser preparado de véspera. É claro que eu usei a receita da Cris, porque tive a chance de provar o pão dela e adorei! E com as explicações detalhadas que ela dá, não há como errar. Se restar alguma dúvida, é só clicar aqui para assistir a um vídeo sobre o preparo deste pão.


Pão Rústico (Sem Sovar)

3 xícaras de farinha de trigo (430g)

1 1/2 xícara de água

1/4 colher (chá) de fermento biológico instantâneo para pão

1 1/2 colher (chá) de sal

Fubá, farinha ou farinha integral para polvilhar

Panela de ferro, vidro ou cerâmica com tampa

(eu usei o refratário da foto abaixo)

1) Misture os ingredientes secos em uma tigela média. Adicione água e incorpore com a mão ou espátula por 30 segundos a 1 minuto. A massa fica meio mole, não precisa acrescentar mais farinha.
2) Cubra a tigela com filme plástico ou tampa e deixe descansar por 12 a 18 horas em temperatura ambiente. Neste período o volume passa de meio litro para dois litros.
3) Após 12 a 18 horas, a massa estará cheia de bolhas. Retire-a da tigela e sobre uma
superfície enfarinhada, dobre-a como um envelope, sem sovar. Deixe descansar por 15 minutos coberta com filme plástico (desta vez eu cobri com um pano de prato e não vi diferença).
4) Depois dos 15 minutos de descanso, polvilhe um pano de prato (de algodão, não serve toalha felpuda) com fubá ou farinha, faça uma bola com a massa
e coloque-a com o lado das dobras para baixo sobre o pano. Polvilhe a massa com fubá ou farinha. Cubra com o próprio pano de prato e deixe crescer de 1 a 2 horas em temperatura ambiente ou até dobrar de tamanho.
5) Cerca de 15 minutos antes de colocar o pão para assar, pré-aqueça o forno a 220-250°C e deixe uma panela de ferro, vidro ou cerâmica aquecendo. Q
uando a massa estiver pronta, tire cuidadosamente a panela do forno e coloque a massa. (Não é preciso tirar a massa do pano com a mão, pois ela estará mole. É só deixar a massa "rolar" do pano para dentro da panela.) Tampe e asse por 30 minutos. Destampe e asse por mais 15 minutos, até dourar.

Não sei se é possível ver na foto, mas o miolo do pão está meio "verdinho": isso porque eu acrescentei 1 colher (chá) de tempero italiano à farinha (antes de adicionar a água), e ficou uma delícia!

27 comentários:

kaka disse...

OI CInara!Me responde uma coisa..
A temperatura ambiente..
Funciona mesmo quando aqui no Sul faz 8 graus?
Será que cresce assim mesmo?
Grande abraço
Kaká

Magia na Cozinha disse...

Ci tenho muita vontade de fazer este pãozinho, só está faltando uma panela adequada.
Deve ser mesmo muito bom!
Enquanto isto, vou fazendo as receitas do meu livro "Artisan Bread", que tb não precisam ser sovadas.
Bjs e bom findi! :)

Isabela Tibo disse...

Hum, deu mesmo vontade de fazer, aliás, de comer! Adorei a receita, mas também estou sem a panela adequada...
Beijos!

Anna disse...

Logo que tiver um tempo vou ver se faço, pois achei ótimo.
Vou ver se venho passar uns dias na sua cidade.
A obra da minha casa não começou.
Estou doida para ter uma cozinha com espaço suficiente.
Beijos
Bom fim de semana

Vicky disse...

É amanhã mesmo que vou comprar fermento biológico...aliás, tem alguma marca...nunca fiz pão...Outra coisa, posso colocar um fio de azeite, ou vai dar tudo errado????? :-)bjs

Arte Nostra disse...

Te dei um selinho " vale a pena ler esse blog " veja lá na nossa ultima pagina do blog . bjs
www.artenostra.blogspot.com

Cinara disse...

Kaká, acho que nesse frio o pão não cresce, não! Eu não sou especialista em fazer pães em climas frios, pois nos EUA a temperatura se mantém estável dentro das casas mesmo no auge do inverno, então dei uma pesquisada e achei boas dicas no blog da Neide Rigo. Clique aqui para acessar, e depois me diga se foi útil! ;o)

Cláudia, esta panela que usei é americana, da Corningware, e deu super certo! Eu já li sobre esse Artisan Bread no seu e em outros blogs, e achei muito interessante... Pretendo experimentar também!

Isabela, você viu que a panela também pode ser de cerâmica ou ferro? Pode também ser um pirex de vidro com tampa, tipo aqueles Marinex... E que tal pegar uma panela emprestada de alguém só para testar a receita? Aí, se gostar, você investe numa panela só sua! ;o)

Anna, quando estiver por aqui, vamos combinar uma pizza, que tal? E eu imagino como você deve estar ansiosa para ver sua cozinha pronta, amiga... ;o)

Vicky, compre aqueles de envelopinho. Eu acho que ficam mais frescos. Quanto à marca, eu compro o que encontro: pode ser Fermix, Oetker ou Fleischmann. Quanto ao fio de azeite, como eu só fiz esta receita até hoje, eu não sei se ele iria interferir no crescimento da massa... Mas você pode comparar esta receita a outras, talvez alguma leve azeite. Em último caso, espere o pão ficar pronto e saboreie uma fatia mergulhada no azeite... Eu fiz isso! :oP

Arte Nostra, muito obrigada pelo carinho! Vou conferir o selinho, pode deixar!

Beijos e um ótimo final de semana para vocês, meninas!

angela disse...

Cinara, eu tambem já tive vontade fazer este pão mas estava sem o a panela correta, mas agora que vc mostrou o seu acho que dá para eu fazer sim. bjs

Isabela Tibo disse...

Oi Cinara! Que bom que gostou do blog e obrigada por me adicionar! Eu adoro seu blog e estou sempre passeando por aqui...
Você me deu uma ótima desculpa para investir em uma panela nova! Rsrsrs
Falando sério, vou tentar fazer o pão usando um pirex e, se der certo (confesso que não sou tão boa assim com pães), coloco no meu blog!
Beijos e bom fim de semana!

Pão, Bolos e Cia. disse...

É, este pão é um sucesso, faço muitas vezes. Ultimamente tenho-o substituído pelo Artisan Bread in five minutes, muito bom e como a massa fica mais consistente permite outras aplicações.
Bem bonito o teu.

ameixa seca disse...

Eu ainda não fiz este pão mas tenho visto tanto esta receita pela blogosfera que qualquer dia tenho mesmo que tentar. O temperinho deve ter deixado um aroma e sabor super saboroso :)

lunalestrie disse...

Ainda não testei essa tão falada receita, Ci! Mas um dia eu testo. O seu ficou lindo, fiquei louca por um pedaço! :D
Bjs!

estelaalb disse...

oi Cinara! Ainda não testei essa, vou tentar a versão integral pra sourdough. Aliás, quando se animar, venha buscar o fermento! Olha o que eu achei na Amazon:
http://www.amazon.com/gp/product/0312362919/ref=ox_ya_oh_product

Parece too good to be true... :-) Já pedi, quando chegar testo e te conto. Beijão!

Cinara disse...

Angela, o fundo da minha panela é quase quadrado, e mesmo assim o pão fica ótimo. Depois me conte se você fizer, OK?

Isabela, este é o pão ideal para quem não tem experiência com pães: seguindo a receita à risca, não há como errar. Não deixe de me avisar se fizer o pão!

Pão, Bolos e Cia., eu vi os Artisan Breads que você fez, e realmente parecem bem versáteis! Vou indicar seu blog para a minha amiga que acaba de encomendar esse livro, assim ela já pode ver os resultados.

Ameixa Seca, eu também demorei a fazer este pão, mas quando fiz, não me arrependi! O tempero realmente deu um sabor a mais... :o)

Lu, todas as vezes em que fiz este pão, eu planejei para ele ficar pronto na hora do jantar. Já imaginou a perdição, né, amiga? :oD

Estela, eu não me esqueci do seu fermento, também estou ansiosa para experimentá-lo! Além disso, estou te devendo uma visita, né? ;o) Quanto ao livro, parece que ele é excelente mesmo: dá uma olhada nos blogs Pão, Bolos e Cia. e Magia na Cozinha. O Renato e a Cláudia já publicaram várias receitas desse livro, e os pães parecem maravilhosos. Assim você confere a opinião de quem já testou! ;o)

Beijos e uma linda semana para vocês!

Adri disse...

oi cinara!
o vitor, do prato fundo, me indicou vc pra perguntar sobre a máquina de pão... tou querendo MUITO comprar uma e quero saber o custo benefício. quero aquela da cadence!
vc recomenda? gasta mta energia?
agradeço desde já...
se puder, deixe a resposta no meu blog... assim vc tmb fica me conhecendo. adorei o seu e vou voltar + vezes, com certeza!
beijos e boa semana!

Claudia disse...

Xi, tô na fase de paixão cega pela minha máquina.kkk

Fiz a sua receita de pizza e ficou perfeita, tá lá no blog.

beijos e obrigada!

Ei, vamos marcar um encontro?

gasparzinha disse...

Cinara, eu sou viciada no artisan bread, que com ligeiras diferenças vai dar no mesmo.

Este está lindão! :)

Beijinhos.

Vicky disse...

Fiz o pão e viciei!!!! O primeiro ficou bom, ponto. O segundo, ficou muuuuuuito bom!!! Agora já estou me achando, e pensando em colocar azeitonas ou flor de sal junto com a farinha do pano de prato ou queijo ralado ou outras farinhas...Vixe!!! ;-)

Cinara disse...

Adri, eu não conheço ninguém que tenha essa máquina da Cadence, então eu não saberia dizer se é boa... Mas conheço bastante gente que tem a máquina da Britânia e gosta muito! Eu acho que nenhuma delas gasta muita energia, pelo menos eu nunca vi diferença na minha conta de luz nos meses em que faço mais pães. Mas seja qual for a marca, eu recomendo muito! Para se decidir, tente ler a opinião de quem já comprou a máquina que você quer, em sites como Submarino ou Amazon.com. Eu sempre faço isso quando quero comprar alguma coisa! ;o)

Claudia, a máquina é tudo de bom, não é? Vou conferir a sua massa de pizza, pode deixar! E vamos marcar um encontro, sim! Me mande um email para combinarmos, OK?

Gasparzinha, obrigada! Eu estou meio defasada por ter ficado tantos meses afastada do blog, mas já percebi que o artisan bread está fazendo um sucesso enorme! Acho que vou ter que fazer um também... ;o)

Vicky, é assim que se cria pães deliciosos: você tem que se achar mesmo, e ir testando essas idéias maravilhosas...Azeitona e flor de sal deve ficar TUDO DE BOM! Adorei a dica! :o)

Um beijão, meninas!

Anônimo disse...

Oi Cinara td bem ? Sou super fa ( meu micro nao ta batendo os acentos )do seu blog e adoro fazer paes em casa. J´´a fiz mtas receitas suas e tds dao mt certo.Comi outro dia um pao q e quase um bolo mt gostoso. Ele e bem preto, leva nozes, frutas, acho q açucar mascavo e com certeza alguma bebida. Ele vem enrolado em um paninho branquinho q nao sei p q serve.A pessoa q faz, costuma fazer perto do natal. Nunca comi nada mais gostoso.Sera q vc sabe do q estou falando?
Gostaria mu de fazer. Se souber e puder publicar a receita eu agradeço.
Bjs

Cinara disse...

Olá! Em primeiro lugar, obrigada pela visita e pelos elogios! Eu não sei se você já viu o meu Bolo de Frutas Natalino, mas ele tem algumas das características que você mencionou. Ele só não é muito escuro, e o paninho branco deve ser um toque dado pela pessoa que o faz... Pela sua descrição, não consegui me lembrar de nenhuma outra receita, infelizmente! Mas caso você encontre alguma foto desse bolo na internet (ou parecida), me mande que eu tento descobrir o que é, OK? ;o)
Beijos!

Carolina disse...

Cinara, minha mãe fez sem o refratário pois vimos um video na internet onde não usaram a panela. O pão ficou muito gostoso e com a casca crocanque e o miolo muito macio.

Cinara disse...

Mas onde sua mãe fez o pão, Carolina? Em uma assadeira comum? Me conte os detalhes para eu poder testar sem a panela também! ;o)
Beijos!

Eliane Conde disse...

Nossa!! Adorei essa receita, só me falta a tal panela ... ainda vou procurar para saber se dá para fazer em uma forma comum.... mesmo assim adorei!
Bjus no seu coração.

Cinara disse...

Eliane, este pão é ótimo, além de não dar trabalho! A Carol diz aqui em cima que a mãe dela não fez o pão na panela e que ficou perfeito! Ela não explicou se foi numa assadeira comum, mas deve ter sido. Depois me conte se você conseguir fazer sem a panela, por favor! ;o)
Beijos e bom final de semana!

Cris disse...

Oi Ci, ficou lindo o seu pão!! Teve uma época que eu fazia este pão toda semana, chegou ao ponto de eu viajar com o fermento na minha bolsa de quitutes que sempre levo, especialmente quando visito meus sogros e meus pais. Foi uma descoberta aprender a fazer pão sem esforço! Eu me lembro quando você experimentou... :-) Bjs!

Cinara disse...

Obrigada, Cris! Eu demorei para tentar fazê-lo em casa, mas depois que fiz, também virei fã... Lembra que você me explicou com detalhes? Assim ficou mais fácil ainda! ;o)
Beijos!