quarta-feira, agosto 01, 2007

Claude Troisgros

Definitivamente, a gastronomia francesa está me conquistando. Ontem fui assistir a uma palestra do chef Claude Troisgros, na segunda edição da Confraria Iguatemi. Eu pensei que seria apenas uma palestra teórica, em um lugar cheio de cadeiras enfileiradas, mas foi muito mais agradável que isso. Ficamos sentados em mesas cercadas por sofás e poltronas confortáveis, frente a uma cozinha montada especialmente para o evento, muito bem equipada e moderna, com um telão de cada lado onde pudemos acompanhar a preparação de dois pratos. O chef Troisgros é muito falante e engraçado, ainda mais com aquele sotaque super carregado... O curioso é que ele parece mais um italiano: se amarrarmos as mãos dele, acho que ele não consegue mais falar!


Quando ele anunciou que prepararia um peixe com banana, não fiquei nem um pouco entusiasmada, já que não gosto de peixe ou frutos do mar. Mas quando os garçons trouxeram pequenas porções do tal peixe para provarmos, tive que me render ao talento do chef. Eu achei simplesmente delicioso! A combinação de peixe, banana e calda de uvas-passas e coentro ficou fantástica... Virei fã do chef Troisgros! É claro que eu jamais trairei minhas raízes culinárias "ianques", e não pretendo começar a fazer pratos franceses, mas com certeza vou me aventurar um pouco mais pela nouvelle cuisine!

19 comentários:

Márcia disse...

Que tuuudo, Ci!!
Adoro o Claude, com aquele sotaque carrregadô, como vc disse!!!
Essa receita aí, não seria o cherne com banana d´água? Acho q essa é uma receita da avó dele, que ele adora.
Como eu queria estar lá, inda mais se vc estivesse ao lado, pra fofocarmos...
Beijos e parabéns!

Ana disse...

Ai, babei, esta lindo esse peixe!! E o outro prato Cinara, qual foi?! (curiosa pouco, ne?!)
Adoro ver essas palestras com gente que entende do assunto, eh muito agradavel e a gente sempre aprende mais um pouco!
Ana

Cinara disse...

Márcia, eu não sabia que você era expert em Troigros!!! Foi exatamente esse o peixe que ele fez, e a receita é da avó dele mesmo. E seria ótimo ter visto a palestra com você, amiga! Isso se não expulsassem a gente por falar demais... :oP

Ana, eu não mencionei o outro prato porque foi um certo fiasco... Era um crepe de maracujá, mas parece que o forno não estava bem regulado, e demorou demais. Ele ficou até meio irritado, e com razão! Uma moça que estava sentada com a gente conseguiu provar (esse prato não foi oferecido a todos), e disse que mal se notava o gosto do maracujá, e que a massa parecia de uma panqueca comum. Mas como o Claude é uma simpatia, e o peixe estava divino, o crepe não conseguiu tirar o brilho da palestra!

Beijinhos, queridas!

Elvira disse...

As minhas raízes culinárias andam por aí... :-)

Quando falo inglês, tenho um sotaque francês carregadíssimo porque foi em Paris que estudei... Sempre que vou aos Estados Unidos e que falo, oiço "ouh la la!"...! :-D

O Troisgros é uma referência mesmo. Que sorte que você teve em vê-lo de verdade. Nem muitos clientes dos seus restaurantes franceses tiveram essa oportunidade.

Beijão.

receitinhas da belinhagulosinha disse...

confesso k realmente o nome peixe com banana achei muito esquisito até ver o aspecto..k delicia..bjokas e uma grande soryuda por ver os grandes mestres...bjokas grandes

valentina disse...

Já ri de #não trair as minhas raízes ianques'. Fiquei fascinada pela alquimia deste peixe.obrigada por compartilhar.

Sheila disse...

Ci!!! Vc tbm estava lá?
Eu fui e amei! Aonde vc estava sentada? Se soubesse que iria, teria te procurado, rsrs

bjos

PS: depois vou postar as fotos tbm... vc comprou o livro dele?

Marcel Miwa & Nina Moori disse...

Não é por acaso que ele gesticula como italiano, a avó dele era italiana. imagina só que ele comia gnochi quando criança! bjo, Nina.

Cláudia A. disse...

Que máximo!! Adoraria ter assistido também.

Patricia Scarpin disse...

Ci, que delícia de programa! E que bom que você gostou do peixe, acho tão bacana quanto nos surpreendemos com uma receita que usa um ingrediente do qual não somos tão fãs!

Cinara disse...

Elvira, morri de rir ao imaginar a reação dos americanos ao ouvir você falando inglês com sotaque francês!! E você sabia que brasileiros e portugueses costumam ter o mesmo sotaque ao falar inglês? Percebi isso quando fiz o curso de English as a Second Language nos EUA, e tinha colegas portugueses. A professora dizia que nosso sotaque era idêntico, e cometíamos até os mesmos erros! :oD

Belinha, eu também achei esquisito, e quando provei o peixe não imaginava que fosse tão saboroso! Por isso é que temos que provar de tudo... ;o)

Val, eu imaginei mesmo que você iria gostar deste peixe... Caso queira conferir a receita, posso te mandar por e-mail!

Sheila, continuo passada, amiga... Eu cheguei às 19h10, e me sentei à direita de quem estava de frente para a cozinha, 3a. mesa da última fileira. Deu para enxergar bem, mas com certeza deve ter sido melhor no gargarejo! Não comprei o livro porque acho que já tinham acabado quando cheguei... Mas pretendo dar uma olhada para ver se vale a pena. Senão, espero você publicar no blog as receitas que você testar e aprovar, que tal? ;o)

Nina, você também sabe tudo sobre o Troigros? Ele não contou esse detalhe de ter avó italiana... Agora está explicado!

Cláudia A., foi ótimo mesmo! E olha que eu nem sabia que teria degustação!

Paty, o incrível é que eu raramente gosto dos peixes que provo, e eu sempre experimento. Acho que isso quer dizer que o cara é um gênio! Pelo menos, conquistou o meu paladar... ;o)

Um grande beijo para vocês, meninas!

semente de sésamo disse...

Eu teria adorado participar nesse evento...

Sheila disse...

Ci,
com certeza vou reproduzir o cherne com banana.... se vai ficar eu não sei, mas que vou tentar, ah vou! E a sobremesa tbm neh? Porque fiquei aguada, rsrs
Nossa! A gente estava bem pertinho.... não acredito!

Cris disse...

Que demais! Eu dou risada com o programa dele, e ele veio aqui pertinho, nem sabia, heeh. Bjs e bom finde!

Cinara disse...

Semente de Sésamo, foi realmente muito bom, eu nem esperava tanto!

Sheila, vou aguardar ansiosamente a sua versão daquele peixe maravilhoso!!! E a gente não se esbarrou por um triz, não é mesmo? Mas logo vamos consertar isso, pode deixar... ;o)

Cris, você mora colado no shopping e não estava sabendo da Confraria? Eu vi no jornal, e fui com a minha mãe. Ela deve ter comprado os ingressos depois do nosso café da manhã, senão eu teria comentado com certeza. O evento continua na semana que vem, caso algum tema lhe interesse! ;o)

Beijos e um ótimo final de semana para vocês, queridas!

Faby disse...

Ci, eu já fiz esse peixe COM o Claude. Ó que tudo???? Quando da minha participação no programa Nenu Confiança, foi esse prato que ele preparou tb, uma receita avó dele, lááááá do começo do século :)
Esse peixe é maravilhoso!

Bjuca!

Cinara disse...

Faby, que *tudo* mesmo!!! Preparar qualquer coisa ao lado daquela simpatia do Claude já seria um sonho, ainda mais este peixe divino... Mas isso é só para quem pode, certo? :oD Beijinhos!

Cláudia disse...

Fiquei fascinada com a sua experiência, tb sou fã dele e acabei me esquecendo deste evento.
Ela realmente é muito simpático, tá explicado (tem origem italiana) isso o faz mais extrovertido do que a maioria dos franceses. Enfim, gostei de todos os comentários, da Elvira que fala inglês com sotaque francês, e tem tudo a ver os portugueses terem o mesmo sotaque que os brasileiros e os mesmos erros. Aprendi muito com este encontro.
Beijos a vc Cinara e todas as amigas que fizeram comentários interessantes.

Cinara disse...

Clau, eu devia ter feito como a Sheila, que divulgou o evento com antecedência... Mas nem pensei nisso, talvez por não estar esperando grande coisa. Foi uma ótima surpresa, realmente foi uma experiência fascinante! Beijos e um ótimo domingo para você...