quarta-feira, outubro 31, 2007

HAPPY HALLOWEEN!

Este ano não tive tempo de preparar nenhuma guloseima especial para distribuir neste Halloween, como os cupcakes que fiz no ano passado, mas consegui decorar a entrada do meu apartamento e fazer esta abóbora sorridente aqui em cima! (A foto é do meu marido, porque não sei bater fotos no escuro...)

Para entrar no clima, fiz estes Jack-o'-Lantern Burgers. A receita original ensina a fazer os hambúrgueres, mas eu usei os congelados mesmo. O resto é facílimo: é só cortar carinhas em fatias de queijo cheddar (ou prato, ou mussarela) e colocar sobre os hambúrgueres já fritos. Depois é só levá-los ao forno até o queijo derreter e envolver a carne, criando estes mini-Jack-o-lanterns! Meu filho achou o máximo! ;o)

UM DIA DAS BRUXAS MUITO DIVERTIDO PARA VOCÊS!

segunda-feira, outubro 29, 2007

Cookies!!!

Na semana passada, quando vi o post do Alessander sobre os cookies Mr. Cheney, não resisti e entrei no site para saber onde poderia encontrar os tais biscoitos. E não é que no dia seguinte inauguraram um quiosque do Mr. Cheney no shopping Iguatemi Campinas? Corri para lá e comprei uma caixinha, já que eu tinha a *obrigação* de dar meu parecer ao Alessander, que pela segunda vez me deu uma dica certeira!

O que vocês vêem na foto acima são os cookies que eu consegui "salvar" para ilustrar o post. Da esquerda para a direita: macadâmia com chocolate, double chocolate, cookie de amendoim e cookie de aveia e passas. Também provei o chocolate chip cookie e o de M&Ms, e gostei muito de todos, exceto do cookie de aveia e passas. Acho que tinha aveia demais, e a uva passa estava com um gosto diferente, talvez tenham deixado de molho em alguma bebida alcoólica, mas não sei dizer.

Enfim, quem tiver a oportunidade não pode deixar de conferir os cookies Mr. Cheney! E quem não tiver, pode fazer algumas das receitas de cookies que eu já publiquei aqui (clique na foto para acessar a receita!):








































sexta-feira, outubro 26, 2007

Vanilla Pudding

Desde que ganhei duas favas de baunilha da minha querida amiga Vic, eu estava quebrando a cabeça para saber o que fazer com elas antes de empregá-las na confecção do meu extrato de baunilha caseiro. Encontrei centenas de receitas, das mais simples às mais sofisticadas, mas como eu queria saber como é o verdadeiro sabor da baunilha, acabei optando pela mais básica de todas: pudim de baunilha!

Enquanto eu preparava o pudim, fiquei imaginando se havia feito algo errado, porque não senti qualquer aroma de baunilha, e se não fossem os pequenos pontinhos pretos boiando no leite, aquilo pareceria apenas um mingau grosso. Um tanto ressabiada, distribuí aquele creme pálido em ramequins e levei à geladeira. No dia seguinte, praticamente conformada com meu fracasso, fui provar o pudim.

Ao colocar uma colherada na boca, a felicidade tomou conta de mim: foi uma explosão de sabor de baunilha como eu jamais provara antes!!!! O autêntico sabor de baunilha que sempre sonhei conhecer!!!! Não tenho palavras para descrevê-lo, vocês precisam provar. E não vejo a hora de fazer o meu próprio extrato de baunilha, para ter sempre à mão aquele gostinho que acabou de me conquistar... Muito obrigada por me proporcionar esta experiência deliciosa, Vic!


Pudim de Baunilha

2 1/2 xícaras de leite

2/3 xícara de açúcar

Uma pitada de sal

1 fava de baunilha ou 1 colher (chá) de essência de baunilha

3 colheres (sopa) de amido de milho

2 colheres (sopa) de manteiga sem sal, amolecida

1. Em uma panela pequena, misture 2 xícaras do leite, o açúcar e o sal sobre fogo médio-baixo. Se for usar uma fava de baunilha, corte-a ao meio no sentido do comprimento e raspe as sementes sobre o leite usando uma faquinha afiada, depois adicione a fava. Cozinhe apenas até a mistura começar a fumegar.

2. Em uma tigela, misture o restante do leite ao amido de milho aos poucos, para não formar pelotes. Retire a fava de baunilha da panela e reserve-a para ser reutilizada, se desejar. Adicione a mistura de amido de milho à panela e cozinhe, misturando de vez em quando, até começar a engrossar mas sem deixar ferver, durante cerca de 5 minutos. Imediatamente abaixe o fogo para o mínimo e mexa durante 5 minutos, até engrossar. Adicione a manteiga e a essência de baunilha, caso não tenha usado a fava.

3. Distribua a mistura em 4 ou 6 ramequins pequenos. Coloque filme plástico em contato com a superfície do pudim para evitar a formação de uma crosta, e leve à geladeira.

Observações:

* Para fazer pudim de chocolate, raspe ou pique 60g de chocolate meio-amargo. Misture ao pudim junto com a manteiga.

* A receita original é esta aqui, do New York Times.

quinta-feira, outubro 25, 2007

Baked Ziti

Quando soube que minha amiga Verena iria promover um evento sobre o Dia Mundial do Macarrão (World Pasta Day), fiquei super empolgada e logo comecei a pensar no que fazer para participar! Escolhi o Baked Ziti, uma receita que eu chamaria de "ítalo-americana", já que é um prato de origem italiana muito popular nos Estados Unidos. Ziti é um tipo de macarrão tubular, menor que o rigatoni. Como não encontrei o ziti por aqui, usei o tipo chamado "tortinho", que é bem parecido. Existem inúmeras variações para o Baked Ziti, mas basicamente, além do macarrão, ele leva molho de tomate, ricota, mussarela, parmesão e uma carne, que pode ser carne moída ou lingüiça calabresa. E um feliz Dia Mundial do Macarrão para todos!


Baked Ziti

250g de macarrão tubular, cozido "al dente"

300g de lingüiça calabresa moída

2 latas de Pomarola (ou molho de tomate caseiro, temperado)

2 ovos

300g de ricota

200g de mussarela ralada em ralo grosso

50g de queijo parmesão ralado

Enquanto o macarrão cozinha, frite a carne ou a lingüiça em uma frigideira funda. Adicione o molho de tomate temperado, refogue por alguns minutos e reserve.

Em uma tigela grande, misture os ovos, a ricota, 150g da mussarela ralada e o parmesão. Escorra o macarrão e acrescente-o à mistura de queijos, misturando bem.

Em uma travessa retangular funda, untada, espalhe 1/3 do molho de calabresa e distribua metade da mistura de macarrão por cima. Repita alternando as camadas, terminando com o molho de calabresa.

Cubra com papel alumínio e asse em forno pré-aquecido a 180° C durante 40 minutos. Remova o papel alumínio e espalhe o restante da mussarela ralada por cima. Asse por mais 5 ou 10 minutos, ou até o queijo derreter. Aguarde 15 minutos antes de servir. Se preferir, faça de véspera: o Baked Ziti fica ainda mais gostoso no dia seguinte!


Baked Ziti (English version)

When my friend Verena told me she was going to host an event about the World Pasta Day I was really excited and started thinking about dishes to participate in the event. My choice was Baked Ziti, an Italian casserole that is really popular in the United States. Ziti are macaroni tubes smaller than rigatoni. Since I couldn't find ziti around here, I've used a similar kind called "tortinho". There are many variations for Baked Ziti, but basically, besides macaroni, it includes tomato sauce, ricotta cheese, mozzarella cheese, parmesan cheese and some kind of meat, such as ground beef or sausage. Happy World Pasta Day for all pasta lovers out there!


Baked Ziti

250g ziti or other small tube pasta

300g ground Italian sausage

2 cans (340g each) spaghetti sauce

2 eggs

300g ricotta cheese

200g shredded mozzarella cheese

50g grated Parmesan cheese

While pasta is cooking, cook sausage in a large skillet. Stir in spaghetti sauce. Cook for a few minutes and set aside.

In a large bowl, combine the eggs, ricotta cheese, 150g mozzarella cheese and Parmesan cheese. Drain pasta; add to cheese mixture and toss to coat.

Spoon a third of the meat sauce into a greased rectangular baking dish; top with half of the pasta mixture. Repeat layers. Top with remaining meat sauce.

Cover and bake at 350 degrees F for 40 minutes. Uncover; sprinkle with remaining mozzarella cheese. Bake 5-10 minutes longer or until cheese is melted. Let stand for 15 minutes before serving. Or prepare this dish way in advance: Baked Ziti tastes even better the next day!

terça-feira, outubro 23, 2007

Especiarias & Temperos

Na edição deste mês da revista Family Circle, um anúncio da McCormick, um dos mais antigos fabricantes de temperos dos Estados Unidos, me chamou a atenção. Por ser uma das marcas mais consumidas, a McCormick decidiu mostrar através das mudanças em suas embalagens que as pessoas podem estar usando condimentos e especiarias fora da validade. Eu acessei o site da empresa e achei interessante compartilhar com vocês o que li sobre o prazo de validade de especiarias e temperos e dicas para mantê-los sempre frescos.


VALIDADE

Especiarias moídas ou em pó

2 a 3 anos

Especiarias inteiras

3 a 4 anos

Ervas

1 a 3 anos

Misturas de ervas

e/ou especiarias

1 a 2 anos

Extratos

4 anos, exceto a baunilha pura,

que dura indefinidamente


DICAS

* COR: Verifique a cor de suas especiarias. Elas devem continuar vibrantes. Se a cor desbotou, é provável que o sabor também tenha diminuído.

* AROMA: Esfregue ou amasse a erva ou especiaria em sua mão. Se o aroma for fraco e quase não houver sabor, é hora de substituí-la.

* AMAZENAMENTO: Guarde especiarias em um recipiente bem vedado e mantenha-as longe do calor, da umidade e da luz solar direta. Feche a tampa do recipiente logo após o uso. Evite guardar especiarias e ervas sobre o fogão, perto da pia ou da lava-louças, ou perto de uma janela.

Especiarias da família da pimenta-vermelha, incluindo a páprica e o chili em pó, manterão sua cor e frescor por mais tempo quando guardadas na geladeira.

* MANUSEIO: Meça as especiarias usando uma xícara, tigela ou colher medidora e depois as acrescente à sua receita. Adicionar especiarias e ervas diretamente do recipiente para uma panela fumegante irá acelerar a perda do sabor e pode provocar aglutinação.

Use uma colher seca para medir especiarias e ervas. Feche a tampa do recipiente logo após o uso.

Fonte: McCormick Fresh Flavor

Foto: Getty Images

sexta-feira, outubro 19, 2007

Apples, apples, apples...

Recebi alguns emails de leitoras pedindo mais receitas com maçãs, então decidi fazer este post com as fotos de quatro receitas já publicadas no Cinara's Place. Para acessá-las é só clicar na foto ou no nome da receita. Espero que gostem! ;o)


Old-fashioned Apple Pie -- Torta de Maçã Americana


Apple Crisp



quarta-feira, outubro 17, 2007

Baked Apples

Hoje resolvi fazer maçãs assadas, uma sobremesa que não faço há muito tempo. Meu objetivo era fazer algo mais leve, já que exageramos na comida durante a viagem no feriado. Ainda bem que escolhi maçãs graúdas e fiz apenas duas, senão acho que não eu resistiria, acabaria repetindo, e o objetivo iria por água abaixo! Eu só não consegui abrir mão do sorvete: as maçãs assadas parecem chamar por um sorvetinho de creme... :oP A receita original é da Elise, do Simply Recipes.


Maçãs Assadas

4 maçãs grandes (eu uso argentinas)
1/4 xícara de açúcar mascavo
1 colher (chá) de canela em pó
1/4 xícara de nozes picadas (eu uso amendoim)
1/4 xícara de uvas passas picadas
1 colher (sopa) de manteiga

3/4 xícara de água fervente

1. Pré-aqueça o forno a 190° C. Lave as maçãs e remova o miolo até um centímetro antes de chegar à base das maçãs, usando o extrator de polpa ou uma faquinha afiada.

2. Em uma tigela pequena, misture o açúcar, a canela, as passas e as nozes. Coloque as maçãs em uma assadeira quadrada de 20x20cm. Recheie cada maçã com esta mistura. Por cima, coloque um pedacinho de manteiga (1/4 da colher de sopa).

3. Ponha a água na assadeira, ela deve cobrir o fundo (acrescente mais, se necessário). Asse por 30 ou 40 minutos, até ficarem macias mas não moles demais. Retire do forno e molhe as maçãs várias vezes com o suco que se formou no fundo da assadeira. (Eu costumo molhar as maçãs com o suco várias vezes, enquanto estão assando.)

Sirva-as mornas, com sorvete de creme. Rende 4 porções.

Esta foi a receita que eu enviei para a querida Regina, do Futiutilidades, no Amigo Secreto entre blogs de 2006. Eu pensei nela o dia todo por causa das maçãs assadas, e ainda não estou acreditando na coincidência: visitei o blog da Rê agora há pouco para pegar o link e vi que ela publicou hoje um post especial, contando que já ganhou aquele presente maravilhoso que ela estava esperando... ;o)

terça-feira, outubro 16, 2007

Segredos de Alice em Alphaville

Esta é uma dica para quem mora ou trabalha no Alphaville de Barueri, SP, ou mesmo para quem conhece alguém que mora ou trabalha lá: a minha amiga Verena, dona do delicioso blog Mangia que te fa bene, e a irmã dela, Milena, que também é uma cozinheira de mão cheia, criaram o Segredos de Alice e estão conquistando Alphaville com suas delícias caseiras! São muffins, geléias, antepastos, quiches e muitas outras gostosuras feitas com o mesmo cuidado e carinho das que elas servem em casa.

Eu já provei dois tipos de muffins, a geléia de morango, a geléia de pimentão e o antepasto de berinjela, e adorei tudo, sem exceções! Estou morrendo de inveja de quem pode receber estes e muitos outros produtos em casa ou no trabalho... Acessem o blog do Segredos de Alice para conhecer todos os itens do cardápio e mandem um email ou comentário para encomendar imediatamente! Por enquanto elas entregam apenas dentro de Alphaville, mas podem estudar a entrega de pedidos especiais para outras regiões... Não deixem de experimentar, OK?

quinta-feira, outubro 11, 2007

Cozinheira de folga

Queridos e queridas, vou aproveitar o feriado de Nossa Senhora Aparecida para viajar com a família e descansar um pouquinho, mas segunda-feira estaremos de volta. Aproveitem bastante o feriado prolongado e um feliz Dia das Crianças para todos!

(imagem: Vintage Signs)

terça-feira, outubro 09, 2007

White Chocolate Macadamia Cookies

Sempre adorei macadâmias, mas por incrível que pareça, eu nunca havia provado os famosos Biscoitos de Macadâmia e Chocolate Branco. Quando uma leitora (a Geórgia) me pediu uma receita desses cookies, comecei a pesquisar algumas receitas, e não sosseguei enquanto não fiz. E não é que a fama é mais que merecida? Este cookie é uma loucura, gente!! O chocolate branco combina perfeitamente com o sabor da macadâmia, e a massa tem a quantidade certinha de açúcar para equilibrar tudo... Aprovadíssimo! Eu fiz algumas alterações na receita original, e aqui está a minha versão:


Biscoitos de Macadâmia e Chocolate Branco

1/2 xícara de manteiga ou margarina

3/4 xícara de açúcar

1 ovo

1 colher (chá) de essência de baunilha

1 1/4 xícaras de farinha de trigo

1/2 colher (chá) de bicarbonato

1/2 colher (chá) de sal

125g de gotas de chocolate branco (ou chocolate branco picado)

125g de macadâmias picadas, sem sal

Pré-aqueça o forno a 175° C. Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar até virar um creme. Acrescente e o ovo e a baunilha. À parte, misture a farinha, o bicarbonato e o sal. Adicione ao creme, batendo apenas até incorporar. Com uma colher, misture as gotas de chocolate branco e as macadâmias picadas. Usando uma colher de sobremesa, coloque porções da massa em assadeira não untada, deixando 5cm entre elas. (Eu usei meu cookie scoop.) Asse de 8 a 10 minutos, até dourar levemente. Tire do forno e deixe mais 1 minuto na assadeira. Remova os cookies e deixe-os esfriar sobre uma grade. Guarde em um recipiente hermeticamente fechado.

Rende 3 dúzias de cookies.








Observações: Como não encontrei macadâmias sem sal em lugar algum, fiz o que uma outra receita orientava: usei uma peneira para lavar as macadâmias e depois as deixei secando sobre toalhas de papel. Como as macadâmias que comprei vieram inteiras, eu as coloquei em um saquinho e bati com um martelo de carne para quebrarem. Algumas receitas até permitem o uso de macadâmias salgadas, mas eu tenho a impressão de que o sabor ficaria comprometido.

domingo, outubro 07, 2007

Encontro Delicioso de Blogueiras

Os sorrisos aqui em cima dizem tudo: nosso encontro foi simplesmente maravilhoso!!! As meninas podem me corrigir se eu estiver errada, mas tive a sensação de que todas ficaram muito à vontade, como se fôssemos amigas de infância! Demos muita risada, trocamos "informações técnicas" sobre edição de blogs, batemos muitas fotos, falamos de comida enquanto saboreávamos as delícias que cada uma trouxe e compartilhamos um pouco mais sobre nossas vidas... São todas muito diferentes, mas com várias coisas em comum: todas são mulheres trabalhadoras, esforçadas, inteligentes, prendadas e que ainda arrumam tempo para fazer e cultivar novas amizades. No fim das contas, constatamos que a amizade não conhece fronteiras de origem, religião, cidade ou idade: todas nós temos muito que aprender umas com as outras, além das receitas incríveis que já compartilhamos!

Falando em comida, peço desculpas pela maldade, mas eu não poderia deixar de mostrar a nossa mesa:

E todas vão concordar comigo que o bolo da Heidi merece um destaque especial:

Quem quiser conhecer um pouco mais sobre estas mulheres incríveis e também ver as receitas de alguns dos pratos acima, só precisa acessar estes blogs maravilhosos:

Doces Encontros da Cláudia

Cerâmica Edição Limitada da Vera

Mangia che te fa bene da Verena

Entre Erros e Acertos da Sheila

Espelho sem Aço da Azália

Prato-à-Porter da Giovana

Kafka na Praia da Karen

O sabor de sonhar... O aroma do céu... da Priscila

Cantos e Encantos da Sônia Novaes

Coisas Simples da Heidi


Muito obrigada pela tarde deliciosa, meninas!

sexta-feira, outubro 05, 2007

Margarita (ou "Não se Reprima")

Eu não bebo cerveja, não bebo uísque e não bebo vinho, mas raramente resisto a uma boa Margarita! Como aqui em casa adoramos pimenta e comida mexicana, eu brinco que devemos ter algum antepassado mexicano, e é claro que herdamos também o gosto pela tequila! Eu já tomei Margaritas muito boas, mas uma das melhores que já provei é a do bar Caribean, aqui em Campinas. Na segunda vez que estive lá, fui pedir a receita ao dono do bar, e aqui está ela:

1 1/2 dose de margarita mix

1 dose de tequila

1 dose de rum (transparente)

1 dose de Contreau (ou outro licor de laranja)

1 limão espremido

Bata todos os ingredientes no liquidificador ou na coqueteleira.

Prepare a taça: vire-a de cabeça para baixo e passe uma fatia de limão na borda. Depois, mergulhe a "boca" da taça em um pires com sal. (Como vocês podem ver aqui ao lado, existem recipientes próprios para salgar a borda da taça de Margarita!)

Despeje a Margarita com cuidado no copo, para não tirar o sal da borda.

Se preferir uma frozen Margarita, é só acrescentar várias pedras de gelo ao liquidificador e triturar muito bem. Aprecie com extrema moderação!

*******************

Esta história terminaria aqui se o dono do bar não fosse o ex-Menudo Roy Rosello. Quem foi adolescente em meados dos anos 80 certamente se lembra da "Menudo Mania", e eu era fã de carteirinha! (Já tive vergonha de admitir isso, mas hoje não tenho mais...) Fiz minha avó enfrentar uma tempestade no Estádio Vila Belmiro, em Santos, só para me levar ao show do grupo porto-riquenho. Eu tinha todos os discos e sabia as músicas de cor, e me emocionava com pérolas como "Se tu não estás" e sua versão em inglês, "If You're Not Here".

Essa fase passou, é claro, mas quando eu iria imaginar que um dos membros do grupo acabaria vindo de Porto Rico para abrir um bar em Campinas? Para ser sincera, achei que o bar não faria sucesso justamente por ser de um ex-Menudo, mas me enganei redondamente. O bar vive cheio, tem música caribenha ao vivo, serve comida mexicana de ótima qualidade e a melhor Margarita que já tomei na vida! E especialmente para as leitoras do Cinara's Place, um brinde de Roy Rosello:

Quem quiser conhecer o bar, este é o endereço:

Caribean Music, Food & Drinks

Av. Antonio Carlos Couto de Barros, nº 2230

Bairro Sousas, Campinas, São Paulo

Tel:(19) 3258-4931

A foto da Margarita foi meu marido que bateu, no sábado passado, quando estivemos no Caribean novamente. E comemos chili e tacos!

quarta-feira, outubro 03, 2007

Ralando o Coco

A querida Laurinha me convidou para participar de uma brincadeira: abrir na página 161 de um livro escolhido ao acaso e transcrever a 5a. frase. Eu peguei o livro que estava mais ao meu alcance, "Não é Sopa", da Nina Horta, que eu ganhei da minha amiga Luna! E esta é a frase: "Retire a pele marrom de 400g de coco e rale sobre uma tigela." (Como vocês podem ver, eu realmente peguei um livro ao acaso...) A frase faz parte da receita de Bombom de Coco, apenas uma entre as dezenas de receitas deliciosas que fazem parte deste livro e que ilustram as crônicas da autora. Beijos e obrigada por me dar a chance de divulgar esta obra, Laurinha... ;o)

segunda-feira, outubro 01, 2007

Outback's Honey Mustard Dressing

Quem já foi ao restaurante Outback sabe o quanto este molho para salada faz sucesso. E no Cinara's Place não é diferente: esta é uma das receitas mais procuradas por aqui! Eu publiquei esta receita pela primeira vez há quase 1 ano, mas como é algo que faço sempre aqui em casa, achei que valeria a pena publicar novamente para os leitores que ainda não viram a receita aqui ou que não conhecem este molhinho simples e delicioso...


Molho de Mostarda e Mel para salada

3/4 de xícara de maionese (pode ser light)
2 colheres (sopa) de mostarda Dijon
1/4 de xícara de mel


Misture tudo em uma tigela, até incorporar bem.
(Se preferir, bata com mixer ou no processador.)
Leve à geladeira por uma hora, antes de servir.
Rende 6 porções.